5: De Bonald e Baldensperger.

De Bonald pretendia que a literatura fôsse a expressão da sociedade. Baldensperger adverte, porém, que para ser verdadeira essa fórmula, deve a relação nela contida alargar-se a tôda a literatura e a toda a sociedade. Muitas vezes a literatura é complementar, compensadora da sociedade, e o esfôrço dos artistas visa dotar um dado grupo daquilo que a realidade lhe recusa.

(Manuel Bandeira, Noções de História das Literaturas, Vol. 1. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1954, p. 8).

Anúncios
5: De Bonald e Baldensperger.