460: Uma Persuasão de Juventude.

Quando o homem a ir para a idade tem um filho, gosta mais dele do que um jovem pai; porque a vaidade, que duplica tudo, também duplica o sentimento paternal. Todos os velhos gaiteiros, que na minha vida vi terem um filho, adoravam a progenitura e mostravam um orgulho cômico, como se ele fosse um ato espetacular. Uma persuasão de juventude que a natureza lhes colava, a troçar deles, no coração! Só conheço uma felicidade mais embriagadora e um orgulho mais estranho: os do velhote que faz dois filhos com um só tiro, em vez de um!

(Jules Barbey d’Aurevilly, A Felicidade no Crime. Lisboa: Assírio & Alvim, 2010, p. 35).

Anúncios
460: Uma Persuasão de Juventude.